MAGNÉSIO: É IMPORTANTE? SERÁ QUE DEVEMOS SUPLEMENTAR?

 

Você sabe da importância do magnésio no seu organismo? Segundo a OMS  (Organização Mundial da Saúde), o Brasil está entre os países com maior carência de magnésio.  Bom, esse mineral pouco falado e que muita gente acaba se esquecendo de repor é o responsável por mais de 350 reações bioquímicas no nosso corpo!

 

Sim, o magnésio atua diariamente em você, ele ajuda a regular praticamente toda a máquina humana que somos do sistema nervoso ao sistema digestivo. A ausência desse elemento no organismo pode ser observada de várias formas, porém, pode ser confundida com outros males.

 

Um exame de sangue básico comum NÃO é capaz de medir as taxas de magnésio, pois a maioria dele se encontra em nível celular e não sanguíneo, mas fique tranquilo, não é preciso exames para saber se o seu nível do mineral está ou não equilibrado.

 

Quer saber se ele está em falta no seu corpo, como se prevenir para não deixar faltar magnésio no seu organismo e qual a melhor maneira de repor esse elemento essencial para nossa saúde? Continue até o final porque você entenderá.

 

  1.     Podemos encontrar magnésio em alimentos naturais?
  2.     Suplemento de Cloreto de Magnésio PA, devemos usar?
  3.     Quais as doenças causadas pela falta de magnésio no corpo?
  4.     Quais os principais benefícios desse sal mineral?
  5.     Qual escolher? Em pó ou em cápsulas?
  6.     Quanto custa e como usar o Cloreto de Magnésio?

 

1 – Podemos Encontrar Magnésio em Alimentos Naturais?

Infelizmente, o solo Brasileiro já é naturalmente carente de magnésio e  nos tempos de hoje, nosso solo está ainda mais pobre em muitos minerais, isso se dá a vários fatores, dentre eles a monocultura – onde só exploram o solo sem que haja uma rotação de cultivos variados – as contaminações por agrotóxicos e pela poluição urbana. Por isso, muitos alimentos que seriam, sim, fontes poderosas de magnésio acabam retendo uma quantidade baixa do mineral, ou seja, você se alimenta deles mas ainda é ineficaz para a reposição do mesmo no nosso organismo.

 

Seria maravilhoso poder repor todos os sais minerais que precisamos dentro de uma alimentação saudável, equilibrada e regrada, mas nem sempre é possível. Segundo a OMS  (Organização Mundial da Saúde), a quantidade diária ideal de magnésio para um adulto seria em torno de 400 mg.

 

Os alimentos com maior presença do mineral são:

 

  •         Uva;
  •         Banana;
  •         Abacate;
  •         Espinafre;
  •         Beterraba;
  •         Couve;
  •         Amendoim;
  •         Nozes;
  •         Semente de girassol.

 

Em um solo livre de poluentes e altamente fértil, cada 100g dos alimentos citados teria em torno de 30 mg de magnésio. Levando em consideração que não absorvemos 100% dos nutrientes que ingerimos, e esse solo perfeito é utopia para a maioria das pessoas, então, você deve estar se perguntando como repor de maneira saudável e eficaz esse mineral, se os alimentos que seriam suas potentes fontes nem sempre podem trabalhar para tal?

 

Bom, a melhor maneira é através do Cloreto de Magnésio PA, conforme veremos a seguir!

 

2 – Suplemento de Cloreto de Magnésio PA, Devemos Usar?

O cloreto de magnésio é o suplemento mais comum usado para repor a falta desse mineral no organismo humano. Ele nada mais é do que um sal inorgânico em forma de partículas de cristais incolores e pode ser usado tanto dissolvido em água como misturado em alimentos. E, segundo as pesquisas, essa é a melhor e mais segura maneira de conseguir estabilizar o magnésio no corpo.

 

Como o cloreto de magnésio apresenta um sabor amargo – sim, não é nada gostoso ou algo sem sabor – ele é pouco usado na culinária.

 

O cloreto é facilmente achado em farmácias comuns ou em casas especializadas em produtos naturais, pode ser tomado diariamente dissolvido em água e não há perigo – quando tomado em quantidades corretas – de haver excesso do mineral no organismo. Só é contra indicado em caso de insuficiência renal grave.

 

Geralmente, nas embalagens constam as medidas exatas para consumo de acordo com perfil de cada pessoa. A quantidade diária pode variar de homens para mulheres.

 

A sigla PA, que acompanha sua descrição, é a abreviação de “Para Análise” e significa que a quantidade de concentração do elemento é maior e, com isso, pode ser mais absorvida pelo nosso organismo. Ao contrário do que acontece com os alimentos in natura que possuem uma quantidade baixa de magnésio e, por essa razão, não suprem nossas necessidades diárias.

 

Atletas e pessoas que costumam praticar muita atividade física com orientação de profissionais são aqueles que mais fazem uso do cloreto de magnésio. O motivo? O mineral é responsável, dentre outras coisas, por dar disposição, flexibilidade aos músculos e articulações e ajuda na perda de peso (mas ele não é um emagrecedor, calma).

3 – Quais as Doenças Causadas Pela Falta de Magnésio no Corpo?

Como mencionei lá no comecinho do artigo, o magnésio é responsável direto por mais de 350 reações bioquímicas no nosso organismo. Ele previne uma série de doenças e melhora a qualidade de vida.

 

Dentre os principais males, que a carência desse poderoso sal mineral causa ao longo do tempo, estão:

 

  •         Cansaços, fadiga e fraqueza sem razão aparente, principalmente, pela manhã;
  •         Enxaquecas;
  •         Depressão;
  •         Espasmos coronários e taquicardias frequentes;
  •         Fraqueza muscular, tremores, formigamento, câimbras e distensões;
  •         Dores articulares e degeneração muscular;
  •         Fotofobia;
  •         Hipertensão arterial;
  •         Ansiedade, ataques de pânico, insônia e fobias;
  •         Cáries;
  •         Perda de apetite;
  •         Cálculos de oxalato de cálcio nos rins, vesícula, fígado, calcificações ósseas…

 

Como podemos notar muitas dessas doenças acabam sendo associadas a outros fatores primários e com a dificuldade de diagnóstico em exames simples, a deficiência de magnésio muitas vezes demora em ser detectada.

 

Com o não diagnóstico, as pessoas acabam iniciando outros tratamentos e como não conseguem um resultado rápido e eficaz, veem-se  em um ciclo vicioso onde, por exemplo, passam a fazer uso de uma droga para cuidar de uma enxaqueca, mas essa droga acaba fazendo mal para o estômago e precisará fazer uso de outro medicamento para diminuir os efeitos colaterais do primeiro, o tratamento não surte o efeito desejado, aumenta a ansiedade, entra outro remédio na história … e por aí vai.

 

Por isso, é importante conhecer seu corpo e como ele trabalha, manter uma rotina e alimentação saudável e ter conhecimento sobre o que pode estar de fato acontecendo com você para, até mesmo, orientar de maneira mais clara e sincera o seu médico, fazendo-o assim, solicitar os exames certos para que o tratamento certo seja iniciado.

 

4 – Quais os Principais Benefícios Desse Sal Mineral?

Além de prevenir todas as doenças citadas acima, o magnésio age de maneira muito pontual para melhorar a funcionalidade de vários órgãos e sistemas do corpo humano, tais como:

 

  •         Sistema cardiovascular: o magnésio ajuda a manter os ritmos dos batimentos cardíacos no compasso certo. Essa, segundo especialistas, é talvez sua mais importante missão no organismo humano. Evitando o surgimento de taquicardias, estabilizando a pressão arterial e protegendo o coração de estresse muscular;

 

  •         Densidade óssea: o mineral é essencial para crianças e adolescentes em sua fase de crescimento, pois, mantém a densidade de seus ossos na medida correta para que possam crescer adequadamente. Já no caso dos idosos ele mantém a saúde dos ossos em dia evitando lesões e a osteoporose.

 

  •         Sistema nervoso: o magnésio regulado ajuda no combate de diversos problemas mentais como a ansiedade, a depressão, o estresse e os ataques de pânico;

 

  •         Ganho de massa muscular: o magnésio auxilia a produção da síntese da molécula ATP importante fonte de energia, disposição e resistência muscular. Quando seus níveis estão baixos o indivíduo não tem disposição para realizar treinos longos e pesados.

 

  •         Controle do diabetes: o mineral ajuda a controlar e qualificar a quantidade de açúcar no corpo. Por esse motivo ele é indicado tanto para os cuidados como na prevenção do diabetes.

 

O magnésio é um mineral essencial para que nosso corpo possa permanecer forte, saudável e com suas funções em dia. Para ajudar a controlar e manter seus níveis, o uso do Cloreto de Magnésio PA não só é recomendado como se faz fundamental para todos nós.

 

5 – Qual Escolher? Em Pó ou em Cápsulas?

 

Eu prefiro a reposição com o Cloreto de Magnésio PA (em pó diluído em água) ao Magnésio Quelado (em cápsulas), apesar de ambos cumprirem suas funções.

 

O Cloreto de Magnésio (em pó) está de uma forma menos processada, livre de cápsulas gelatinosas, que em sua maioria são compostas por gelatina de origem animal, que podem conter aditivos, veículos, conservantes, corantes alérgenos, amido e até glúten ou lactose.

 

Além disso, ele tem um valor muito mais acessível, é fácil de encontrar, e ainda possui as qualidades cicatrizante, bactericida e estimulante da imunidade local, que sua boca, língua e gengivas estarão se beneficiando. Também é ótimo para lavar feridas e pele com acne.

 

6 – Quanto Custa e Como usar o Cloreto de Magnésio?

 

Uma embalagem de Cloreto de Magnésio PA com cerca de 33g tem valor baixo, em média R$ 7,00 em grande parte do Brasil. Para usar, basta diluir esses 33g (cerca de 2 colheres de sopa rasas) em um litro de água filtrada e guardar na geladeira.

 

Geralmente a dose diária é de 50 ml (uma xícara pequena de café) duas vezes ao dia para adultos e uma vez ao dia para crianças. Dependendo da carência do mineral em adultos, as doses podem aumentar para quatro vezes ao dia.

 

Normalmente os intestinos passam a funcionar melhor, mas se ocorrer diarreia por mais de dois dias, experimente diminuir a dose.

 

Diferentemente das cápsulas, o fato de estar diluído não provocará uma sobrecarga estomacal.

 

Para uso tópico, eu uso a mesma solução, de 33g de Cloreto de Magnesio PA por litro de água, mas alguns profissionais diluem com o dobro de água. Pode ser usado para lavar ferimentos em humanos e animais.

 

Mas se ainda optar pelo Magnésio Quelado (magnésio ligado a um aminoácido), seu médico saberá indicar a dose recomendada para você. Porém, escolha uma farmácia de manipulação de confiança e opte por cápsulas vegetais veganas, sem conservantes, sem corantes sintéticos, sem glúten e sem veículos como talco ou dióxido de titânio (que são carcinogênicos).

 

A reposição de Magnésio não só pode como fará uma diferença imensa para a sua saúde e seu dia a dia. Devolvendo a você disposição, energia, melhorando a qualidade do seu sono, aliviando dores e ajudando no tratamento e na prevenção de diversas doenças.

 

Ficou alguma dúvida? No meu canal do YouTube tem um vídeo falando sobre este assunto.

Assista ao vídeo e se inscreva no canal para se manter informado.

Link: Elias Pereira TV.

56 Comentários

  1. Genésio Rodrigues de Queiroga

    Tenho interesse em receber as informações, com elas poderei cuidar melhor da minha saúde..

    Responder

    1. O professor ai esta dando o recado sobre o Cloreto Magnésio PA .
      Ele diz\ tudo.
      E explica da melhor maneira
      EU uso l colher de chá em um copo dagua em jejum
      E compro logo 1 quilo Pois divido com familiares, e sai muito mais BARATO .
      O magnésio como diz ai o Professor , Guia O cálcio, em direção aos Ossos ..
      Pois tomar Cálcio sem magnésio, vai comprometer as artérias e o coração alem dos Rins
      Mestry Badahra
      [email protected]

      Responder
    2. Irenize Barbosa da Silva

      É de suma importância essas informações p o inriquecimento de nossa saúde. Parabéns!!

      Responder
    3. Elias Pereira

      Comece com o Magnésio como descrevo no post, ele vai te ajudar muito. Abração

      Responder
  2. Terezinha

    Estou amando tudo que é postado aqui,suas matérias e excelente! Obrigada por nós ajudar com tanto conhecimento 😀

    Responder
    1. Thereza

      Muito Boa sua orientação. Ka faço uso do cloreto .mas com Deus esclarecimentos vou intensificar e buscar melhor a marca do protudo.

      Responder
  3. Maria das merces Teles dos Santos

    Eu tô amando tudo com certeza vou melhorar muito minha saúde ea dos meus filhos gratidão gratidão gratidão

    Responder
  4. Júlia Regina

    Adorei a matéria. Já tinha ouvido falar mais fiquei com medo de tomar.Agora vou comprar pois me identifiquei com vários sintomas da carência desse mineral.Obrigado

    Responder
  5. Gorett

    Foi muito bom receber todas essas informações a respeito do magnésio

    Responder
  6. Fátima Santana

    Muito interessante. Gostei muito das complicações. Vou comprar! Obrigada amigo por se importar com a saúde das pessoas. Que Deus continue te capacitando. Abraços. Feliz Sábado!

    Responder
  7. Silvia Fialho

    Apreendi muito com a sua explanação sobre o magnésio! Obrigada!!!

    Responder
  8. VERA LUCIA RIBEIRO FRANCISCO

    Bom.Dia, Gostei muito dessa matéria. Já fiz uso desse produto por uns 3meses. Tive uma resposta.favorável ao func do indestino. Ñ consegui continuar pois fiquei enjoada era muito dificil de ingerir. Qto a minha mãe de 87a hipertensa o Geriatra aconselhou a diminuir a dose (1 x ao dia) por.conta hipertensão. Parabéns pela.matéria.

    Responder
  9. Marilene

    Quantos benefícios tem o cloreto de magnésio. Muito obrigada mesmo.

    Responder
  10. Vera

    Gostei muito do seu comentário a respeito da importância do magnésio.
    Tenho artrose, cinto muita dor no joelho, vou começar a tomar. Obrigada!

    Responder
  11. Maria Alice

    É mto bm ,a gente saber coisas boas pra nossa saúde.É bm está por dentro de tdo.

    Responder
    1. Damaris Torres Reis

      Muito boa reportagem. Já faço uso do magnésio . Aprendi como usar com vc em em outra reportagem.
      Tem uns 2 meses que faço uso.
      Agradeço a vc por todas as matérias que pude acompanhar . Minha vida está mudando aos poucos. Melhorei bastante o meu colesterol e levantei a minha imunidade . Um grande abraço e Feliz Natal pra vc é esposa.

      Responder
  12. Rosangela

    Amei está reportagem, pois esta semana mesmo tinha ouvido falar sobre o magnésio e até comprei pra minha mãe, e qual foi uma novidade que tenho vários dos sintomas sitados por você. … muito obrigada por todas as dicas

    Responder
  13. Quelita

    Sou uma seguidora deste programa, amo esse a receitas e tem me ajudado muito

    Responder
  14. Maria das Graças

    Ótima sugestão, obrigada, Elias. Vou comprar e tomar. Beijos e sucesso.

    Responder
  15. Meg

    Adorei saber tudo isso a respeito do cloreto de magnésio.
    Muito obrigada.
    Forte abraço.

    Responder
    1. Maria adelia de vasconcelos silvasilva

      Adorei tudo isto sobre o magnésio. Vc é um dez. Pq ficamos informadas.

      Responder
  16. Marluci Pereira Queiroz

    Sei wue sua receitas detox sào de grande valia pra nossa saúde…acrrdito msis nos remédio naturais…

    Responder
  17. Simaria vieira

    Eu gostaria de fazer o tratamento com o magnésio porque estou com muitas dores no corpo, inclusive articulações sinusite crônica,rinite, está muito ruim… Gosto de trabalhar fazer caminhada eu não consigo

    Responder
  18. zuleny Rodrigues de Oliveira

    Obrigada Dr. Elias por compartilhar conosco dos seus conhecimentos. Vou fazer uso do Magnésio urgente para manter minha saúde. Louvo a Deus pela sua vida. Que Ele o Abençoe Ricamente. Abraços de Amor e Alegria.

    Responder
  19. Helena

    Amei!!! Muito interessante! Não sabia de todos esses benefícios! Obrigada !😍😘

    Responder
  20. Romana

    Gostei de saber sobre o Magnésio, passarei a consumir para notar as diferenças.

    Responder
  21. Celina Maria Rubo

    Já estou usando o magnésio há alguns tempo e notei Boas mudanças minha saúde. Tenho usado em cápsula, mas quando terminar vou passar para o pó. Agrade muito pelas informações.

    Responder
  22. Maria do ceu dias

    Estou interessada em receber tudo que e de voces estou ja à fazer alguma da alimentacao tudo cru en estou me à sentir muito bém

    Responder
  23. Sarah

    Muito bom!

    Gostaria de saber se crianças também podem tomar?

    Obrigada!

    Responder
  24. Dorinda Augusta Pinto Teixeira Soares

    Muitos obrigada pela ajuda e fantástica o vosso trabalho muitos parabéns

    Responder
  25. Rosane

    Olá Elias! Há alguma restrição para o uso do cloreto de magnésio em pessoas idosas?
    Eu gostaria de dar para minha mãe, ela tem 90 anos, mas o médico dela disse que em pessoas idosas é arriscado usar, pois pode provocar problemas renais e cardíacos.

    Acho que poderia ser muito bom para ela, mas fiquei com receio de dar por causa da posição do médico.

    Responder
    1. Elias Pereira

      Não tem não. Pelo contrário, vai ser ótimo para ela.
      Abração de AMOR e ALEGRIA

      Responder
  26. Gloria Oliveira

    Adorei a vossa explicação sobre o magnésio, Acontece que eu moro em Portugal e aqui não se vende o magnésio PA mas sim o magnésio puro é a mesma coisa? Assim está escrito na embalagem
    Agradeço que me informe
    Muito, muito obrigada

    Responder
    1. Elias Pereira

      Isso, é a mesma coisa. Já estive em Portugal e tenho uma aluna daí que é farmacêutica e disse que é o mesmo.

      Responder
  27. SHEILA

    MARAVILHA!!!
    QUE BOM APRENDER TANTO COM VOÇÊS.
    FAÇO USO DE MEDICAMENTO PARA HIPERTENSÃO, GOSTARIA DE SABER SE TEM ALGUM PROBLEMA?

    OBRIGADO
    SAÚDE E ALEGRIA

    Responder
  28. Celeste Rodriguesc

    Por favor, me informe a periodicidade de fazer a suplementação. Depois de tomar esse litro, quanto tempo devo esperar para tomar outro. Grata beijos

    Responder
    1. Elias Pereira

      O ideal é tomar sempre. Como disse no post, nosso solo é pobre em magnésio. Abração

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *