O QUE SIGNIFICA A SIGLA “PANC”?

O que são PANC e quais os benefícios que elas trazem a minha saúde?

Com certeza você já passou diante de uma ou várias PANC  e provavelmente nem se deu conta disso.

As Plantas Alimentícias Não Convencionais ou simplesmente PANC como são chamadas, são aqueles matinhos que por muitas vezes as pessoas arrancam sem saber os excelentes benefícios que elas trazem à saúde.

Veja aqui algumas das principais PANC encontradas no Brasil e os seus benefícios:

Peixinho – apesar do nome, ela não é do mar e sim da terra. Ela ganhou esse nome por causa do seu formato. A folha é cheia de pelinhos e é utilizada para chás.

Beldroega – com um gosto ácido e textura crocante, essa panc é muito utilizada em saladas. Se cozida lembra um pouco o espinafre só que com sabor mais suave.

Ora-pro-nóbis – muito usada como cerca viva, essa PANC é uma fonte incrível de proteínas e clorofila. Um arbusto pode durar 300 anos nos dando folhas e frutos comestíveis. Podemos comer crus as folhas e os frutos. Outra opção é deixar as folhas secar ao sol e transformar em pó para enriquecer sucos e sopas.

Feijão guandu – sua origem é indiana, mas foi adotado rapidamente na agricultura brasileira. Além de fixar nitrogênio no solo, como qualquer outra leguminosa, funciona como arado vegetal, pois suas raízes conseguem penetrar a terra dura em busca de água, fazendo com que ela se torne mais permeável. Além de o guandu ser uma planta rústica, que permanece verde mesmo na seca, suas folhas servem de adubo para solos pobres. E as flores são lindas e perfumadas. Vai bem com temperos fortes como cominho, pimentas e ervas. 

Capuchinha – As flores, amarelas, vermelhas ou laranjas, são comestíveis, assim como as folhas, que são ótimas verduras, nutritivas e com gostinho de agrião.

Azedinha vermelha – As folhas, como denuncia o nome, são azedinhas e podem ser usadas em saladas cruas, como verdura salteada, em sopas ou para fazer um pesto vegano.

Trevo – Esse é o de três folhas. Considerado por muitos uma erva-daninha, ele nasce à toa por vasos, jardineiras, quintais e calçadas. É tão banal que muitos nem se questionam se é uma planta comestível. Folhas, talos e bulbilhos podem ser comidos. É uma planta rica em ácido oxálico, por isto não deve ser comida em grande quantidade.

Cará-espinho – Trepadeira muito vigorosa, seus tubérculos são enormes, podendo chegar até 150 kg. Eles podem ser usados como batatas para produção de purês, caldos e chips. 

Caruru – Nativa da América Latina, ocorre em grande quantidade no Sul e Sudeste do Brasil. É considerada planta daninha em lavouras anuais. Suas folhas e sementes são comestíveis, especialmente quando maceramos com as mãos por 5 minutos junto com sal rosa e limão. 

Serralha – Também conhecida como chicória-brava, é muito comum em lavouras e ambientes urbanos – cresce espontaneamente durante o inverno e a primavera. Com sabor similar ao espinafre, pode ser usada em saladas e macerados. 

Murici – Fruto de sabor adocicado muito comum na Amazônia. Quando guardado com água na geladeira, dura mais de um ano. A casca fina é comida junto com a polpa, que tem sabor ácido e de um salgadinho que lembra queijo, já o caroço pequeno no interior é usado para fazer bijuteria. 

Moringa – É cultivada em quintais da região Nordeste para uso medicinal e por suas sementes, usadas no tratamento caseiro de água. Suas folhas e frutos jovens, flores, raízes e sementes podem ser consumidos. 

Espinafre malabar – Espécie que rende, além das folhas, frutinhos de pigmento roxo intenso.

BertalhaÉ uma das que eu mais gosto, pois é uma trepadeira em que podemos comer praticamente tudo que ela nos dá. Suas raízes, as batatinhas aéreas e folhas possuem um sabor bem agradável e podem ser adicionados crus em sucos verdes e caldos.

Maracujá-do-mato – Menor que o maracujá comum e de casca mais alaranjada, ele tem aroma e sabor um pouco mais adocicado. Tem sido reconhecida como produto de forte identidade cultural com o bioma Caatinga. Dá um ótimo suco e até molho para saladas. 

Quer conhecer mais PANC ?

Clique no vídeo abaixo e assista uma aula que ministrei para um grupo de alunos.

Abração de AMOR e ALEGRIA!

Summary
Review Date
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *